PORTES GRÁTIS A PARTIR DE 29€ PARA PORTUGAL CONTINENTAL E 60€ PARA AÇORES E MADEIRA

Chá: O plástico por trás das saquetas

Escrito em 13 de janeiro de 2022

Chá: O plástico por trás das saquetas

Sabias que o chá é a segunda bebida mais consumida no Mundo, logo a seguir à água? São cerca de 300 mil milhões de litros desta bebida em todo o Mundo, apesar de em Portugal consumirmos menos chá do que a média, muito devido à cultura do café.

Em Portugal Continental, segundo um estudo realizado pela Marktest em 2015, 69,7% afirmaram beber chá em saquetas nos últimos 12 meses (num universo de 5971 mil participantes residentes no continente e com 15 ou mais anos).

No entanto, este pequeno conforto pode ser um problema, tanto para o ambiente como para a nossa saúde!

Nos corredores do supermercado, encontramos vários chás e infusões. Normalmente, a embalagem é uma caixa de cartão, muitas delas com plástico exterior para evitar que a caixa seja aberta antes da compra. No interior, as saquetas também estão dentro de bolsas de papel ou plástico. Portanto, na compra de poucas gramas de chá (em saquetas), o lixo produzido é imenso! Infelizmente, o problema não acaba aqui... As próprias saquetas contém plástico que facilmente chega ao nosso organismo!

Um estudo feito pela Universidade McGrill, no Canadá, concluiu que apenas uma saqueta de chá liberta cerca 11,6 mil milhões de micropartículas e 3,1 mil milhões de nanopartículas de plástico para a água, quando é mergulhada durante 5 minutos em água a ferver a 95ºC.

E, apesar da ingestão cada vez mais frequente de microplásticos através de vários alimentos que são consumidos, a quantidade destas partículas no chá é muito superior à quantidade (estimada) ingerida através de outros alimentos. Entre os plásticos detetados, estão o nylon e o polietileno tereftalato (PET).

* Dados de acordo com a revista científica Environmental Science & Technology.

O que são microplásticos e nanoplásticos?

O Plástico é definido pela sua versatilidade, leveza, durabilidade e baixo custo, em caso de não ser feita uma gestão eficiente, este material pode atravessar longas distâncias pelos mares e oceanos. Estes plásticos são continuamento lixiviados e fragmentados, por ação mecanica ou por ação da luz solar, em pedaços muitos pequenos, que podem atingir dimenções inferiores a 5 milimetros, os microplásticos. A fragmentação pode continuar quase infinitamente, permitindo aparecer particulas com dimenção inferior a 1 µm, os nanoplásticos. Estes últimos, pela sua pequena dimenção, podem entrar para as nossas células.

As alternativas:

  • Compra o chá ou infusões a granel: Para além de reduzires a quantidade de embalagens que levas para casa, compras apenas a quantidade que pretendes;
  • Utiliza saquetas sem plástico: Podes fazer o chá com as folhas soltas e depois coar, ou utilizar um infusor (ver aqui) ou saquetas de algodão reutilizáveis para chá.

Fontes:

https://www.marktest.com/wap/a/n/id~20f6.aspx

https://pubs.acs.org/doi/10.1021/acs.est.9b02540

https://rmsl.apambiente.pt/content/o-que-s%C3%A3o-micropl%C3%A1sticos?language=pt-pt


×