PORTES GRÁTIS A PARTIR DE 29€ PARA PORTUGAL CONTINENTAL E 50€ PARA AÇORES E MADEIRA

Sabes a diferença entre os conceitos?

Escrito em 19 de novembro de 2021

Sabes a diferença entre os conceitos?

Com o aumento da preocupação dos consumidores para com os animais e o meio ambiente no geral, a quantidade de produtos mais ecológicos e sustentáveis disponíveis no mercado tem aumentado. E ainda bem!

Isto também levou ao aparecimento mais frequente de conceitos que podem ser desconhecidos para grande parte dos consumidores. E nós explicamos!

 

Vegan vs. Cruelty-Free

Vegan

À semelhança da dieta vegan, estes produtos também não contêm ingredientes de origem animal. Assim, quando uma marca define um produto como vegan significa que, em nenhuma das etapas de produção utiliza produtos de origem animal nem faz testes em animais.

Cruelty-Free

Já os produtos com selo Cruelty-Free não foram testados em animais, isto incluí os ingredientes utilizados na sua produção bem como o produto final.

 

Então, todos os produtos cruelty-free são vegan? E o contrário?

Um produto cruelty-free não é necessariamente vegan, apenas garante que não se realizam testes em animais. Desta forma, também não significa que não se utilizem ingredientes de origem animal.

Por outro lado, um produto vegan é sempre cruelty-free, uma vez que a sua definição salienta que não pode existir nenhum ingrediente de origem animal nem pode ser testado em animais.

 

Biológico vs. Orgênico vs. Natural

Biológico e Orgânico

Produtos biológicos ou orgânicos são aqueles que são produzidos por agricultura biológica, que promove práticas sustentáveis e de impacto positivo no ecossistema. Aqui, não são utilizados pesticídas, adubos químicos nem organismos geneticamente modificados.

Já se falarmos em produção animal biológica, esta rege-se por normas de ética e respeito pelo bem-estar animal, garantindo que mantêm os seus comportamentos animais, por exemplo. Não são utilizadas hormonas nem antibióticos para potenciar o crescimento dos animais.

Natural

Produtos naturais são todos os que provém diretamente da Natureza, podendo ser biológico ou não. Podem utilizar pesticidas, fertilizantes químicos, antibióticos, aditivos e sementes geneticamente modificadas. Não tem certificação.

 

Como saber se um produto é biológico?

A sua certificação garante que um produto contém mais de 95% de ingredientes biológicos/orgânicos, sem substâncias perigosas para a saúde e que a produção respeita o ambiente. Os produtos bio são acompanhados pelo Logotipo Biológico da UE.

 

Biodegradável vs. Compostável

Biodegradável

Um produto biodegradável é decomposto naturalmente por microorganismos, como bactérias e fungos, e origina componentes como biomassa, água e dióxido de carbono.

Para este processo acontecer, existem vários fatores que têm que estar garantidos, como a temperatura, a humidade, o tipo de solo e a luz. Caso contrário, o tempo até se decomporem aumenta e este é um dos problemas ambientais! O tempo que um produto leva até se decompor de forma natural faz todo a diferença quando falamos de sustentabilidade.

Compostável

Um produto compostável tem um processo de degradação completamente biológico. Ou seja, a matéria orgânica, como restos de frutas e vegetais, cascas de ovo, borras de café, é transformada num composto, que pode ser reaproveitado como adubo e tem propriedades semelhantes às do solo.

No entanto, nem todos os produtos compostáveis se degradam nos compostores caseiros. A compostagem industrial atinge temperaturas superiores e alguns produtos só se degradam nestas condições.

Assim, quando compramos um produto dito compostável, é necessário verificar no rótulo se a sua degradação ocorre num compostor caseiro ou apenas nos Centros de Compostagem Industrial.

 

Assim, pelo facto poderem deixar resíduos tóxicos e de ser um processo mais lento, os produtos compostáveis são preferíveis em comparação com os biodegradáveis.


×